25 de set de 2016

quero ficar nua para a poesia:
 pueril, insossa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário