11 de abr de 2012

mas era fim de tarde


[...]não havia nem a vaga hipótese de falsa redenção da minha parte,
para que depressa pudesse não me entregar! 
Me senti desnuda com aquele olhar.
Reluzia como o sol das seis, discreto e sutil. 
Mas cintilou frente aos meus como o sol das dezoito,  rei e audacioso que só...
Parecia ser início de primavera à início de agosto.
O olhar com o tom alaranjado primaveril mais quente que eu já vi. 
E senti.
E gostei.
...assim tão fácil.

me sorriu e eu caí na graça. 


7 comentários:

  1. Lindíssimo!
    [e eu adoro colchetes!!!]

    ResponderExcluir
  2. lindo texto.
    Gostaria de ter esse talento.

    ResponderExcluir
  3. Oi que lindo o texto menina
    Quando estamos em sintonia não adianta lutar né rsr Esse é o amor....

    gde abrsss
    Valewww
    Fernando
    http://fernufilho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Acho que é a primeira vez que visito o teu blog, Dâmaris, então foi uma grata surpresa descobrir as tuas palavras. Tu é muito talentosa! Parabéns. :)

    :*

    http://hey-london.net

    ResponderExcluir
  5. Lindo! muito bem escrito, parabéns!

    Retribuindo a visita no Erros e Acertos.
    Sempre que der, virei aqui.

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Ei mocinha to gostando você tem talento ^^
    http://snestalgia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir