3 de abr de 2012

Silêncio

Sou do silêncio.
Silencio com o olhar a quem tenta impor verso falante.
Falante em mim só o silêncio que grita.


                                                                                    

Um comentário:

  1. muito bem, moça! lendo essa sua página principal, esse poema me chamou mais atenção. ficou muito bacana, principalmente porque os versos transpõem sua identidade de uma forma bem simples.

    ResponderExcluir