16 de mar de 2013

Quarta - Feira, só.


Confesso:

Sou tristeza e poesia em constante estado alegre de ser,
porque já não consigo engolir a melancolia inteira à seco.
Aprendi a ser metade para caber inteira ilusoriamente no tempo.
Vocalizo meu verbo e já são passado as velhas conjugações afogadas em desespero.
O tempo coube dentro de mim!
Ele tem andado comigo...

[O mesmo que me deu a leveza necessária para sorrir enquanto me afogo em mim.]


Nenhum comentário:

Postar um comentário