14 de fev de 2012

Ai de mim!

Ai de mim...
Que sou feita de sins.
Que já nasci incumbida de ''ser''.
E ser exemplo,reflexo, do que não há.
Sempre ser, a não ser, que não seja.
Sobra dúvidas e certezas alheias, 

sobre mim sempre. Sempre no foco.
No auge de um conceito antigo,
de alguém antigo.
Sobre mim sempre.
Certezas vagas de mim.
Passos a serem dados por mim,
já dados por certos,antes mesmo do primeiro.
Sonhos sonhados mas nunca por mim.
Ai de mim...
Que já nasci incumbida de ''ser''.





4 comentários:

  1. Oi, teu blog é lindo, parabéns!
    Gostaria que você conhecesse o meu e opinasse:

    www.leiakarine.blogspot.com

    Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Obrigada! =)
    os versos são meus, mas, o sentir é nosso.

    ResponderExcluir
  3. "os versos são meus, mas, o sentir é nosso."

    Isso eu tenho que concordar. E eu amei o seu blog, às vezes ele mais parece a extensão do meu, do que um blog amigo kkkkkkkkk

    Um abraço e parabéns pelos versos... ^^

    ResponderExcluir
  4. Obrigada =)²

    No fundo acho que as palavras gostam de brincar conosco.
    Fingem que são nossas! Que estão conosco. Mas, quando a gente vai ver estão soltas por ai.. no meu blog, no seu blog. [E em tantos outros.] hahahaha'

    ResponderExcluir