4 de jun de 2012

Subterfúgio

À minha frente, eu tenho o mundo!
Que ao som de qualquer bela melodia se faz meu.
Assim, numa noite de outono, com o mar à frente
eu leciono nossa dança,ensaio nossa fuga.

[ me entrego, avulsa ]


Nenhum comentário:

Postar um comentário